A aposentadoria é uma das melhores épocas para descobrir novos lugares e se encantar com outras experiências. Cada vez mais idosos aproveitam para botar o pé na estrada e viajar, claro que com muito conforto. Sem precisar se preocupar com trabalho ou filhos, os aposentados também têm a vantagem de poder viajar em qualquer época do ano. Uma ótima pedida é começar viajando pelo Brasil e conhecer as incontáveis maravilhas que nosso gigantesco país esconde. E por que não começar pela Floresta Amazônica?

Repleta de encantos e mistérios, a Amazônia é um outro mundo, longe da agitação das cidades, do barulho dos carros e dos toques de celular. O que importa ali é a convivência harmônica com a natureza. As árvores, animais e rios te cercam por todos os lados e a sensação é um relaxamento profundo. O lugar chega a ser quase mágico, com ensinamentos guardados e que certamente vão gerar todo o tipo de emoções. A Amazônia é um lugar para sentir, para ver a vida pulsar em cada ser que a elegeu como casa. O encanto é tão grande que é preciso conhecer aquilo tudo com o próprio corpo.

E  a melhor maneira de conhecê-la é navegando pelo Rio Negro, uma região que quase não tem mosquitos. A Expedição Katerre é uma empresa de barcos que oferece roteiros pela Amazônia  e certamente vai te proporcionar uma experiência inesquecível no local. São dois itinerários bastante indicados para aposentados. O primeiro é o Anavilhanas, um dos maiores arquipélagos fluviais do mundo. O roteiro de quatro dias parte da cidade de Manaus e chega ao famoso Encontro das Águas, quando o Rio Negro e o Rio Solimões se encontram e correm por mais nove quilômetros lado a lado. Um intercâmbio cultural com indígenas acontece no segundo dia da viagem, onde há a apresentação de costumes tradicionais, história e artesanato. Os dias seguintes seguem com a chegada a Anavilhanas, com trilhas aquáticas e banhos de rio com bóias, e uma visita a um sítio caboclo.

O segundo roteiro é o Parque Nacional do Jaú, com duração de cinco dias. Seu sistema aquático é formado por três rios (Unini, Carabinani e Jaú), além de incontáveis pequenos igarapés de águas negras. Ao longo do caminho, são conhecidas diversas espécies de plantas e animas da região, como os Botos Tucuxi. O passeio inclui uma caminhada até as Grutas do Madadá e um passeio até um sítio indígena. O terceiro dia contempla o Parque do Jaú e as atividades mudam conforme a época do ano, de cheia ou de seca. No quarto dia é feito um intercâmbio com moradores da Comunidade do Aturiá, sobre costumes regionais, visitas ao pomar e casa de farinha.

Os dois itinerários permitem que você conheça um pedacinho dessa floresta tão impressionante, mostrando a força e ao mesmo tempo delicadeza da natureza. Não há como sair dali sem se sentir extasiado por tudo que você viu, sentiu e ouviu.

As embarcações, de estilo caboclo para que não destoem da paisagem, oferecem todo o conforto e segurança para que você possa desfrutar ao máximo a viagem. A hospitalidade da equipe de bordo é enorme e as maravilhosas refeições completam essa deliciosa aventura.

 

Venha desvendar a Amazônia com a Katerre! As próximas saídas são:

 

Anavilhanas:

11 a 14 de julho

1 a 4 de agosto

15 a 19 de agosto

 

Parque Nacional do Jaú:

8 a 12 de agosto

5 a 9 de setembro

 

Para saber mais mais sobre os roteiros da Expedição Katerre, acesse o site.

Conheça a Amazônia na aposentadoria

Post navigation


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>