Foto: Isabela Rios

 

Quando penso em Seychelles a primeira cena que me vem a cabeça é estar andando de bicicleta nas ruas preguiçosas da ilha La Digue. Enquanto observava o movimento dos pescadores chegando com seus barcos, me esforçava para não esquecer nenhum detalhe do que tinha acabado de ver: a Anse Source d’Argent, uma das praias mais bonitas de Seychelles (segundo os locais) ou do mundo (segundo eu mesma).

Foto: Isabela Rios
Foto: Isabela Rios

Existem muitos “paraísos” por aí, mas sem dúvida Seychelles é um dos que mais explica a palavra. É impossível escolher uma ilha do arquipélago, pois cada uma possui personalidade e beleza diferentes, e todas elas encantadoras.

Seychelles é uma mistura de muitas coisas. Uma das minhas preferidas é o contato com a natureza. Caminhei nas trilhas de Mahé, mergulhei com tubarões baleia, aprendi sobre o simbólico Coco de Mer, explorei as montanhas de Silhouette Island e me hospedei nos hotéis cinco estrelas de La Digue que juntam luxo, exclusividade e natureza da melhor forma possível.

Foto: Isabela Rios
Foto: Isabela Rios

Nessa mistura também não pode faltar umas das partes que mais gostei: a culinária Creole e suas pimentas, temperos e canelas que refletem a proximidade de Seychelles com a Índia e com a África. Assim como a cultura local que é, inclusive, muito parecida com a dos brasileiros. Os Seychellois (como são chamados os locais) são extremamente simpáticos, prestativos e atenciosos, além de serem apaixonados por Carnaval e por futebol.

Foto: Isabela Rios
Foto: Isabela Rios

Juntando passeios inesquecíveis, comida deliciosa e cultura riquíssima é possível ter uma ideia do que é Seychelles. Tudo isso junto em um cenário lindo e luxuoso, esse é o paraíso.

 

Ilhas Seychelles: meus pedaços do paraíso, por Isabela Rios

Post navigation


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>